Sinopse

Um homem sem lembranças concretas de si mesmo e de seu passado acorda num casulo gelatinoso de cor âmbar. Ao mesmo tempo que tenta sobreviver num mundo deteriorado e, aparentemente, sem ninguém, busca também por respostas sobre si mesmo e sobre o que aconteceu. Acordando sempre noprimeiro raiar de sol e dormindo sempre na alvorada, Adam divide o seu dia alternando entre o “Mundo dos Casulos” e o “Mundo do Hospital”. Pouco a pouco, descobre o que de fato está acontecendo consigo e com as outras pessoas ao redor.

Autor

Ricardo Mesquita é formado em Direito, mas foi como romancista que encontrou sua verdadeira vocação.

Ele busca levar suas histórias fantásticas para as vidas das pessoas, acreditando que a imaginação pode inspirá-las a lutar por um mundo melhor e motivá-las a ser realmente extraordinárias.

Este é o primeiro volume da trilogia Casulos, que inicia o grande crossover literário pretendido pelo autor.

Foi como um sonho que tudo começou.

Trecho

— Adam, você acha que também não estou tendo dificuldades para absorver isso tudo? Pessoas saindo de casulos, passar o tempo fugindo de monstros, ver alguns se curando de uma forma que sei ser impossível?! — gritou Pitty, apontando o dedo indicador para minha face. — Mas não tento fugir da realidade. Sei que, se eu morrer aqui, acabou! Não vou acordar de um pesadelo. Já passou da hora de você aceitar isso e reconhecer que esse mundo é verdadeiro!